top of page

PayPal vai despedir 2.000 trabalhadores, cerca de 7% da equipe

Empresa é mais uma da indústria de tecnologia a realizar demissão em massa

O PayPal disse na terça-feira (31) que planeja demitir cerca de 2.000 funcionários, ou cerca de 7% de sua equipe, tornando-se a mais recente empresa de tecnologia a anunciar cortes significativos de empregos nos últimos meses em meio a uma ampla incerteza econômica.

Em um memorando para a equipe anunciando as demissões, o CEO do PayPal, Dan Schulman, referiu-se ao “ambiente macroeconômico desafiador” e disse que a empresa “deve continuar a mudar à medida que nosso mundo, nossos clientes e nosso cenário competitivo evoluem”.


Além disso, Schulman disse que as reduções ocorrerão nas próximas semanas e que os trabalhadores que partirem receberão pacotes de indenização “generosos”.

“Quero expressar minha gratidão pessoal pelas contribuições significativas que eles fizeram ao PayPal”, disse Schulman sobre a demissão dos funcionários.

As ações do PayPal caíram mais de 50% no ano passado.

Grande parte da indústria de tecnologia está cortando custos em resposta a uma mudança na demanda por serviços digitais alimentada pela pandemia e ventos econômicos contrários, incluindo aumento das taxas de juros e temores de uma recessão iminente.

Somente em janeiro, a Microsoft, a Alphabet, controladora do Google, e a Salesforce anunciaram planos de cortar milhares de funcionários.

0 visualização
bottom of page