top of page

Morre Francisco Dornelles, ex-ministro e ex-governador do RJ

Dornelles tinha 88 anos e também chefiou os ministérios do Trabalho e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior


Morreu nesta quarta-feira (23), aos 88 anos, o ex-ministro e ex-governador do Rio de Janeiro Francisco Dornelles. A morte foi confirmada pelo hospital Pró-Cardíaco, mas a causa não foi revelada.

Dornelles nasceu em Belo Horizonte (MG) em 1935 e chefiou os ministérios da Fazenda, do Trabalho e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Também foi secretário da Receita Federal e era presidente de honra do Partido Progressistas (PP).

Além dos cargos no Executivo, Dornelles ocupou cargos de deputado federal e senador.

Nas redes sociais, o PP publicou uma nota de pesar pela morte de Dornelles. “Com profunda dor e tristeza, informamos o falecimento do nosso presidente de honra, Francisco Dornelles. Grande homem público, defensor da democracia e do diálogo em todos os momentos, nos deixa um legado de ética, responsabilidade, humildade e dedicação ao Brasil”, diz o texto.

O partido acrescenta que o ex-ministro “tanto nos ensinou com suas ações registradas em uma honrada e ilibada biografia”.

O deputado Rodrigo Bacellar (PL), presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, também publicou homenagem ao ex-ministro. “Uma longa trajetória política marcada pelo bom convívio e diálogo, sendo admirado inclusive por adversários. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos do ex-governador Francisco Dornelles”, disse, em nota.


Histórico

Francisco Dornelles era formado em direito pela Universidade do Brasil (atual Universidade Federal do Rio de Janeiro). Tinha especialização em finanças públicas e tributação e mestrado e doutorado em direito, também pela UFRJ.

Assumiu o cargo de secretário da Receita Federal em 1979, no qual permaneceu por seis anos. Tornou-se ministro da Fazenda em março de 1985, durante o governo de José Sarney, deixando a pasta em agosto do mesmo ano.

Durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), foi ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (entre 1996 e 1998) e do Trabalho (de 1999 a 2002).

Durante o segundo mandato de Luiz Fernando Pezão como governador do Rio de Janeiro (2015-2018) –do qual era vice-governador–, Dornelles esteve à frente do Palácio Guanabara por sete meses, durante licença médica do titular para o tratamento de um câncer. Foi o primeiro governador a decretar estado de calamidade pública na área financeira do estado.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

1 visualização

Comments


bottom of page