top of page

Polícia prende maior receptador de joias do estado de São Paulo

Criminoso é investigado por receptação da réplica da Taça da Copa do Mundo de 70; outras pessoas foram presas


A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (30), dois homens por receptação, e um por furto, no bairro República, na região central de São Paulo. Um deles é considerado o maior receptador de joias do Estado de São Paulo e um dos maiores do Brasil.

Ele é investigado pela receptação da réplica em ouro da Taça da Copa do Mundo de 1970, roubada da casa do ex-jogador de futebol Emerson Leão, em novembro de 2022.

Policiais da 4ª DISCCPAT (Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio) compareceram a um estabelecimento indicado como sendo o ponto de receptação. Eles tinham mandados de busca e de prisão ao homem e o sobrinho dele.

Os policiais viram quatro pessoas entrando no local e observaram um deles oferecendo uma corrente de ouro ao receptador. A negociação foi interrompida pelos policiais, que constataram que todos tinham antecedentes criminais pela prática de furtos a residência.

Um deles era procurado pela Justiça, com mandados de prisão expedidos pela 3ª Vara Criminal de Londrina, pela 1ª Vara Criminal de Curitiba e pela 39ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, todos por crime de furto.

Os agentes cumpriram os dois mandados de prisão previstos e prenderam o procurado pela Justiça. As outras três pessoas que estavam no local foram levadas para serem ouvidas na delegacia.

A polícia apreendeu joias, relógios, celulares e balança de precisão.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br


0 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page