top of page

Indicador antecedente de emprego registra queda de 0,8 ponto em janeiro, diz FGV

IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, havia subido em dezembro, mas voltou a cair mantendo-se em patamares historicamente baixo

O Indicador Antecedente de Emprego do Brasil caiu 0,8 ponto em janeiro, iniciando 2023 com 73,9 pontos, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, havia subido em dezembro, mas voltou a cair mantendo-se em patamares historicamente baixos após uma série de resultados negativos no final de 2022, disse a FGV.

“As expectativas de desaceleração econômica em 2023 também não deixam muitas esperanças de que o indicador volte a sinalizar uma trajetória positiva. Com a pandemia cada vez mais no passado, quem vai ditar o ritmo de recuperação do mercado de trabalho é a atividade econômica”, disse em nota Rodolpho Tobler, economista da FGV Ibre.

Em janeiro, quatro dos sete componentes do IAEmp contribuíram para a queda do indicador, com destaques para os indicadores que medem a Situação Atual e Tendência dos Negócios de Serviços, que contribuíram igualmente com -0,6 ponto, e o indicador de Emprego Previsto de Serviços, que contribuiu com -0,4 ponto, disse a FGV.


0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page