top of page

Estudo indica que espermatozoides violam a terceira lei de Newton

Pesquisadores da Universidade de Kyoto, no Japão, investigaram movimento de gametas masculinos humanos e algas unicelulares em fluido viscoso

Um estudo publicado na revista PRX Life indica que espermatozoides violam a terceira lei de Newton — que assegura que toda ação tem uma reação oposta e de mesma intensidade.


A ideia do trio de pesquisadores da Universidade de Kyoto, no Japão, era investigar o movimento de micronadadores, como espermatozoides e algas Chlamydomonas, em um fluido viscoso.

Tanto os gametas masculinos humanos quanto as algas unicelulares se movimentam por meio de estruturas finas e alongadas, conhecidas como flagelos.


O que os cientistas descobriram a respeito da motilidade dos organismos observados é que a atuação interna no material elástico é “não-recíproca”, indo contra a terceira lei de Newton.


A capacidade dos flagelos de se movimentarem sem perderem energia pela dissipação no fluido, o que impactaria seu movimento, foi descrita como “elasticidade ímpar”.

“De modelos simples solucionáveis ​​​​a formas de onda flagelares biológicas para Chlamydomonas e espermatozoides, estudamos o módulo de curvatura ímpar para decifrar as interações internas não locais e não-recíprocas dentro do material”, conclui o estudo.


Segundo a pesquisa, a descoberta pode ser útil para caracterizar diferenças entre espécies e células individuais.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br




0 visualização

Comments


bottom of page