top of page

Especialistas apontam 5 maneiras de identificar um narcisista

Estudiosos acreditam que 10% da população tenha traços narcisistas, mas um percentual delas desenvolve um transtorno mais sério


Nem todos os narcisistas são CEOs, celebridades ou personagens de uma série policial.

Na verdade, eles podem estar mais próximos do que você pensa, se forem portadores de um raro transtorno narcisista de personalidade, que atinge apenas 1% ou 2% da população, como explicou o doutor W. Keith Campbell, professor de psicologia da Universidade da Geórgia.

“Se o comportamento narcisista destrói um casamento, arruína relações comerciais e leva a uma confiança excessiva no trabalho, acaba virando um distúrbio”, disse Campbell ao descrever o quadro.

Mas o narcisismo é um traço de personalidade, e todos caem em algum lugar ao longo do espectro, segundo o doutor Craig Malkin, professor de psicologia na Harvard Medical School e psicólogo em Cambridge, Massachusetts.

Dez por cento das pessoas com os níveis mais altos desse traço são definidas como narcisistas (no geral, não o 1% com transtorno). Ou seja, uma entre dez pessoas pode ser considerada narcisista, acrescentou.

Mas como podemos identificar aquelas pessoas que, na melhor das hipóteses, podem nos entediar com sua lista de conquistas numa conversa de bar ou, na pior das hipóteses, provocar algum dano a outras pessoas? Os especialistas separaram os cinco itens que ajudam a identificar um narcisista e indicam como se defender dele.


1. Com que tipo de narcisista você está lidando?

Existem três tipos de narcisistas, e eles podem ser diferenciados pela forma como se sentem especiais, segundo o doutor Malkin. Alguns são mais difíceis de detectar do que outros.

Os narcisistas declarados se sentem superiores aos outros e podem ser os primeiros que você pensa quando pensa em narcisismo.

Fica sempre aquela sensação de que, de alguma forma, não importa o que você faça, nunca será suficiente, porque ele nunca ficará abaixo na comparação com outra pessoa”, explicou Malkin. “Suas conquistas sempre são as melhores”.

Narcisistas disfarçados se sentem especiais por serem vistos como a pessoa que sofre o maior infortúnio ou mal-entendido, acrescentou. As agruras que essa pessoa está passando inevitavelmente ofuscarão quaisquer problemas com os quais você pode estar lidando.

Em terceiro lugar, há narcisistas comunais, que se sentem especiais por serem vistos como a pessoa mais útil em qualquer grupo.

“Eles querem que você ache que nunca conheceu ninguém mais cuidadoso ou dedicado que eles”, continuou o doutor Malkin.


2. Como você se sente quando está com outras pessoas?

Para Malkin, as pessoas que sempre se cercaram de vários narcisistas provavelmente se sentirão muito inseguras.

Aquelas envolvidas com um narcisista costumam dizer: “Eu deveria pegar mais leve, talvez se eu não tivesse subido meu tom, talvez se eu não fosse tão insistente [a pessoa não seria assim ou agiria daquela forma]”, exemplificou.

São pessoas muitas vezes desconectadas de seus próprios sentimentos, acrescentou.

Como você sabe quando está lidando com um narcisista disfarçado e não alguém que realmente precisa de algum apoio? Veja se você está se sentindo repelido ou atraído pela retórica de um narcisista.

Narcisistas disfarçados não compartilham suas vulnerabilidades, continuou o professor de Harvard. “Se você não está vendo lágrimas genuínas ou não se sente tocado, é exibição, não uma expressão verdadeira”.


3. Existe equilíbrio no seu relacionamento? Ou é tudo gira ao redor da outra pessoa?

As conversas (e relacionamentos) devem ser uma troca: você expressa uma vulnerabilidade e a outra pessoa demonstra cuidado. Em seguida, a outra pessoa compartilha uma vulnerabilidade e você devolve a atenção.

Só que não é assim com um narcisista.

“Normalmente, eles não ficam confortáveis com conversas mútuas, carinhosas e conectadas, nas quais surgem sentimentos vulneráveis genuínos, como tristeza, medo ou solidão”, disse Malkin.

Muitas pessoas podem ter medo de se abrir, acrescentou, mas os narcisistas lidam com esse temor mantendo um ar de sentirem especiais.

O professor explica que eles não só evitarão reconhecer que se sentem tristes ou solitários, mas também podem mencionar que não se sentem assim porque cuidam de si mesmos.

“Eles não só evitam admitir essa emoção e experiência humana muito comum”, disse ele, mas “estão meio que se inclinando a gostar de se sentir melhor do que você em comparação”.


4. O seu relacionamento é íntimo? Como avaliar essa proximidade

A necessidade de se sentir especial muitas vezes atrapalha os relacionamentos próximos para os narcisistas.

“No narcisismo, a compulsão por manter esse sentimento (de superioridade) é tão forte que os relacionamentos realmente não importam”, acrescentou.

“O narcisismo, em geral, significa ter uma visão inflada de si mesmo e uma falta de relações mais próximas e emocionalmente calorosas com outras pessoas”, disse o doutor Campbell, da Universidade da Geórgia.

Em vez de amizades genuínas, parceiros amorosos e laços familiares, as relações dos narcisistas podem ser definidas pelo que Malkin chama de três “E’s” (em inglês).

  • Exploração: “O narcisista faz o que for preciso, não importa o custo para os outros, a fim de se sentir especial”.

  • Sentir-se privilegiado (“entitlement” em inglês): “Ele age como se o mundo se curvasse à sua vontade”.

  • Empatia deficiente: “Sente-se especial em comparação com os outros e perde de vista o fato de que outras pessoas têm sentimentos, necessidades e perspectivas próprias”.

Essas tendências podem estabelecer as bases para o abuso verbal, emocional ou físico, disse Malkin.


5. Dê-se um tempo

Pode ser difícil identificar narcisistas porque, às vezes, acreditamos que eles são tão especiais como gostariam que nós acreditássemos, segundo Deborah Ashway, uma conselheira clínica em saúde mental em New Bern, Carolina do Norte.

“Eles usam muito charme para tentar colocar as pessoas em seu mundo para segui-las, ao pensar que são melhores do que outras pessoas”, acrescentou.

Se você caiu na rede de um narcisista, não se culpe.

“É mesmo difícil identificá-los, porque eles têm uma fachada muito boa e cada um é um pouco diferente do outro”, afirmou Ashway. “As pessoas podem passar anos sem detectar o narcisismo”.

Será que é hora de se distanciar de um narcisista? Tente usar a “pedra cinzenta”, um método para lidar com narcisistas no qual você se torna o mais desinteressante possível.

Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

1 visualização

Comments


bottom of page