top of page

Cientistas encontram novas luas em Netuno e Urano

Processamento especial de imagens permitiu a descoberta de luas difíceis de ver no Sistema Solar

A International Astronomical Union’s Minor Planet Center anunciou que novas luas foram encontradas em nosso Sistema Solar. Os satélites naturais foram identificados em Urano e Netuno, elevando o número de luas desses planetas para 28 e 16, respectivamente.


“As três luas recentemente descobertas são as mais difíceis de ver já encontradas em torno destes dois planetas gigantes gelados usando telescópios terrestres,” explicou Scott S. Sheppard da Carnegie Science. “Foi necessário um processamento especial de imagem para revelar objetos tão difíceis de ver.”


As luas ainda não foram oficialmente nomeadas, mas conforme as convenções de nomenclatura lunar para ambos os planetas, a nova lua de Urano receberá um nome proveniente das obras de Shakespeare, e as luas de Netuno serão nomeadas em homenagem às Nereidas, deusas do mar na mitologia grega.

As novas luas

O novo satélite de Urano, chamado provisoriamente de S/2023 U1, tem apenas 8 quilômetros de diâmetro e é provavelmente a menor de suas luas, levando 680 dias para orbitar astro.

Ela foi vista pela primeira vez em novembro de 2023 utilizando o telescópio Magellan no Carnegie Science’s Las Campanas Observatory, no Chile. Foi necessário um mês de observações e a utilização de imagens mais antigas, capturadas em 2021.


A lua mais brilhante de Netuno, com o nome provisório de S/2002 N5, tem cerca de 23 quilômetros de diâmetro e leva quase 9 anos para orbitar o gigante gelado. O satélite mais difícil de ver, nomeado de S/2021 N1, tem cerca de 14 quilômetros de diâmetro com uma órbita de quase 27 anos.

Essas luas também foram vistas pela primeira vez em 2021 com o telescópio Magellan e os estudos foram repetidos nos anos seguintes para confirmar as descobertas do objeto difícil de enxergar.

Mas o que é uma lua?

Segundo a Nasa, os satélites naturais podem ter diferentes formas, tamanhos e tipos e a maioria provavelmente se formou a partir dos discos de gás e poeira que circundavam os planetas.

Existem centenas de luas no nosso Sistema Solar, mas não é regra para todos os astros. Entre os planetas terrestres, Mercúrio e Vênus não possuem luas, a Terra tem apenas uma e Marte possui duas luas pequenas.


Enquanto isso, os gigantes gasosos Júpiter e Saturno têm, respectivamente, 146 e 95 luas, e os gigantes de gelo Urano e Netuno, possuem 28 e 16, respectivamente.


A importância das descobertas

Uma melhor compreensão da história de como essas luas externas foram capturadas pode ajudar astrônomos como Sheppard e seus colegas a descobrir novos detalhes sobre os tumultuosos primeiros anos do Sistema Solar e o movimento dos planetas.

Possíveis missões espaciais em fase de planejamento para esses planetas irão ampliar esse conhecimento e permitir que pesquisadores vejam essas luas recém-descobertas com novos olhares.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

5 visualizações

Comments


bottom of page