top of page

Bolsas da Ásia fecham em baixa, com expectativa de alta de juros nos EUA e Europa

Índice japonês Nikkei caiu 0,39% em Tóquio, a 27.327,11 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 1,03% em Hong Kong, a 21.842,33 pontos

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta terça-feira (31), com investidores demonstrando cautela antes de esperados novos aumentos de juros nos EUA e na Europa e após dados mostrarem recuperação mais fraca do que se esperava na manufatura chinesa.

O índice japonês Nikkei caiu 0,39% em Tóquio, a 27.327,11 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 1,03% em Hong Kong, a 21.842,33 pontos, o sul-coreano Kospi cedeu 1,04% em Seul, a 2.425,08 pontos, e o Taiex registrou queda de 1,48% em Taiwan, a 15.265,20 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto teve baixa de 0,42%, a 3.255,67 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto apresentou perda de 0,36%, a 2.142,55 pontos.

O clima na Ásia e em outras partes do mundo é de cautela, antes que os bancos centrais dos EUA (Fed), da zona do euro (BCE) e do Reino Unido (BoE) provavelmente elevem juros mais uma vez nos próximos dias, visto que a inflação global se mantém muito elevada, ainda que tenha desacelerado nos últimos meses.

Na segunda-feira, as bolsas de Nova York sofreram uma rodada de perdas, na expectativa para o Fed e também reagindo à temporada de balanços corporativos dos EUA.

Já dados oficiais de Pequim mostraram que o PMI industrial chinês subiu de 47 em dezembro para 50,1 em janeiro, voltando a ficar acima da barreira de 50 que indica expansão da atividade manufatureira.

Economistas, porém, previam avanço mais robusto, a 50,4.

Na Oceania, a bolsa australiana encerrou o pregão em baixa apenas marginal. O S&P/ASX 200 caiu 0,07% em Sydney, a 7.476,70 pontos.

0 visualização
bottom of page