top of page

Americana leva 10 horas para decorar abóbora de 180 quilos como Taylor Swift

Jeanette Paras decora abóboras como símbolos da cultura pop há 35 anos como forma de ajudar fundo de combate ao câncer de mama

O mês de outubro teve dois assuntos constantes nas cabeças dos americanos neste ano, Halloween e Taylor Swift. O que levou a americana Jeanette Paras, 68, de Dublin, Ohio, a juntar os dois de uma forma criativa: Taylor Swiftkin — combinação de Swift e pumpkin, abóbora em inglês — uma abóbora de quase 181 e decorada para se parecer com a cantora.


Jeanette, que já trabalha decorando abóboras há 35 anos, revelou sua mais recente criação, que conta com cabelo feito com mais de nove perucas, orelhas de batata doce e uma abóbora em formato de bola de futebol americano dedicada a Travis Kelce, tight end do Kansas City Chiefs, com quem Taylor está tendo um relacionamento.


“Com tanta coisa acontecendo nas notícias hoje, muitas delas perturbadoras, Taylor Swiftkin se destacou. Pensei em transformar em abóbora outras, mas Taylor é uma estrela brilhante na cultura pop de hoje”, disse Jeanette para o canal de notícias local “WCMH”. “Como gosto de dizer, eu não sou notícia, eu a transformo em abóbora.”


“Taylor Swift liderou o grupo com sua incrível turnê, filme-concerto e merchandising. Quero dizer, ela é uma economia por si só”, disse em uma outra entrevista, para o site “Insider”. “Ah, é claro, sua vida amorosa com o bicampeão do Super Bowl, Travis Kelce, fez dela uma favorita para ser abóbora”.


Um assessor de Jeanette disse ao “Insider” que ela não cultiva suas próprias abóboras gigantes para o projeto, mas “está conectada a uma rede de pessoas que o fazem”. Ela já pintou abóboras à semelhança de Kanye West, Donald Trump e até de Baby Yoda antes.

Ela revelou sua Taylor abóbora no Instagram, incluindo um vídeo de todo o processo que levou cerca de 10 horas de trabalho.


O projeto da abóbora faz parte de uma parceria com o Fundo Stefanie Spielman para Pesquisa do Câncer de Mama do Comprehensive Cancer Center da Ohio State University. O meu objetivo através da atenção dos meus ‘Paras Pumpkins’ é aumentar a conscientização e ajudar a combater esta doença terrível. Todo mundo conhece alguém com ou que teve câncer de mama”, diz Jeanette para o “Insider”.


A artista afirmou que doará um dólar para cada dólar doado para o fundo até a marca de US$ 2.500 (aproximadamente R$ 12.620).


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br




1 visualização

Comments


bottom of page