top of page

Autoridades confirmam seis mortes devido a incêndios devastadores no Havaí

Vítimas são de Maui, a ilha mais atingida pelo fogo, que se alastrou com a ajuda de fortes ventos; outras 2 mil estão em abrigos, segundo as autoridades locais

Ao menos seis pessoas foram mortas por incêndios florestais no Havaí, de acordo com o prefeito do condado de Maui, Richard Bissen Jr.

Os esforços de busca e resgate ainda estão em andamento, disse ele, alertando que o número de pessoas mortas pode aumentar à medida que mais informações estiverem disponíveis.

Muitas estruturas foram destruídas, várias delas queimadas “até o chão”, disse Bissen.

Mais de 2 mil pessoas estão agora em abrigos em Maui, disse o prefeito.

Bissen observou que muitas “residências, empresas, estruturas foram queimadas – muitas delas totalmente destruídas” e as pessoas foram para abrigos, incluindo muitas escolas que fecharam para acomodar o influxo.

“Temos mais de 2.100 pessoas em abrigos. Dentro desses abrigos, mencionei a você – e vários que estão desaparecidos no sentido de que estão em seus carros e não entraram no abrigo real”, disse ele.

Incêndios incontroláveis

Os incêndios ganharam força graças à combinação de condições secas que cobrem vastas áreas da ilha e os ventos de um furacão, atingindo ferozmente partes de Maui e Big Island, forçando alguns residentes a evacuar e transformando destinos turísticos amados nas ilhas tropicais em um inferno de fogo.

Alguns residentes de Maui pularam no oceano para escapar das condições de fumaça e incêndio, levando a Guarda Costeira dos EUA a resgatá-los, de acordo com um comunicado de imprensa do condado de Maui.

A Cruz Vermelha Americana abriu um centro de evacuação em Maui High School, disse o condado.

“Sofremos um desastre terrível na forma de um incêndio florestal que se espalhou amplamente como resultado de ventos com força de furacão na região e condições de seca subjacentes. Maui e a Ilha Grande sofreram incêndios significativos. Grande parte de Lahaina em Maui foi destruída e centenas de famílias locais foram deslocadas”, disse o governador do Havaí, Josh Green, que interrompeu as férias após o ocorrido.

Enquanto os cientistas ainda estão tentando entender como a crise climática afetará o Havaí, eles notaram que a seca vai piorar com o aumento da temperatura global.

Atualmente, Maui tem uma seca moderada cobrindo mais de um terço da ilha, com algumas áreas passando por secas severas, de acordo com o US Drought Monitor. As áreas em seca coincidem com onde alguns dos incêndios estão ocorrendo.

Temperaturas mais quentes aumentam a quantidade de água que a atmosfera pode absorver, o que seca a paisagem. À medida que o calor aumenta, a terra seca e a vegetação podem fornecer combustível para incêndios florestais, que podem rapidamente se tornar mortais se ventos fortes ajudarem a atiçar as chamas nas comunidades.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page