top of page

Veja a linha do tempo da condenação, fuga, busca e captura de Danilo Cavalcante

Fugitivo também é procurado no Brasil por homicídio em 2017; nos Estados Unidos, matou sua companheira Deborah Brandão, o que gerou a busca frenética por sua captura


A fuga do brasileiro condenado por assassinato de uma prisão da Pensilvânia, nos arredores de Filadélfia (EUA), deu início a uma busca que evoluiu dramaticamente nos últimos dias.


Cerca de 500 policiais procuraram por Danilo Cavalcante, 34, que escapou em 31 de agosto da prisão do condado de Chester. Um oficial à frente da investigação disse nesta quarta-feira (13) que agora ele está sob custódia.


Confira a linha do tempo da condenação, fuga e busca por Danilo Cavalcante:


16 de agosto: Um júri condenou Cavalcante por homicídio em primeiro grau pelo assassinato de Deborah Brandão. O crime, na Pensilvânia, acarreta prisão perpétua sem liberdade condicional, de acordo com o Gabinete do Procurador Distrital do Condado de Chester.

Cavalcante também é procurado no Brasil por uma acusação de homicídio de 2017. Quando Brandão soube do caso, ela ameaçou expor Cavalcante à polícia, informou a promotoria em comunicado no dia 23 de agosto, após ele ter sido formalmente condenado. Esse foi o motivo do assassinato, segundo os promotores.


31 de agosto: Cavalcante fugiu da prisão poucos dias depois da detenção, em uma fuga que foi parcialmente capturada pelas câmeras de segurança do presídio.


Imagens de vigilância mostram o assassino escalando um espaço estreito, entre duas paredes, em um pátio de exercícios, colocando as mãos e os pés de cada lado. Ele então correu por um telhado, escalou uma cerca e abriu caminho através do arame farpado para escapar, disse o diretor interino da prisão, Howard Holland.


1º de setembro: Cavalcante foi visto pela primeira vez depois da fuga no dia seguinte, quando Ryan Drummond disse que o fugitivo esteve dentro de sua casa no município de Pocopson, não muito longe da prisão.


2 de setembro: Cavalcante foi localizado na manhã seguinte, por volta das 12h30, por uma câmera de vigilância residencial a cerca de 2,4 quilômetros da prisão, informou a promotoria no Facebook.


O tenente-coronel George Bivens, da Polícia Estadual da Pensilvânia, que liderava a busca, disse mais tarde que um policial estadual também viu Cavalcante na área.


4 de setembro: Uma câmera de segurança capturou o fugitivo dois dias depois em Longwood Gardens, em um jardim botânico que fica a vários quilômetros da prisão do condado de Chester e que logo se tornaria o epicentro do esforço de busca.


A câmera registrou o fugitivo duas vezes, uma caminhando para o norte e cerca de uma hora depois indo para o sul. Cavalcante havia obtido vários itens, disse Bivens, incluindo uma mochila e um moletom com capuz.


5 de setembro: Na noite seguinte, Cavalcante foi avistado por um residente no leito de um riacho em uma propriedade em Pennsbury Township, disse Bivens, alguns quilômetros a sudeste da prisão.


Ele fugiu para a floresta antes que a polícia pudesse capturá-lo.


6 de setembro: Uma câmera de trilha mostrou Cavalcante dentro ou ao redor de Longwood Gardens, mas as autoridades só souberam desse avistamento na noite de quinta-feira.


8 de setembro: As autoridades relataram dois novos registros de Cavalcante dentro do perímetro de sua área de busca, que abrangia Longwood Gardens.


9 de setembro: A busca mudou significativamente no fim de semana depois que as autoridades disseram que Cavalcante conseguiu escapar do perímetro de busca e roubar uma van a cerca de um quilômetro de distância.


De acordo com Bivens, os proprietários – de fazenda leiteira local – deixaram as chaves dentro de sua van de entrega, que Cavalcante usou para fugir cerca de 32 quilômetros ao norte, até East Pikeland Township.


Lá, Cavalcante tentou entrar em contato com um conhecido. Ele conversou com o conhecido pela câmera da campainha Ring, que capturou seu novo visual barbeado, mas a pessoa não estava em casa e não respondeu para se encontrar com Cavalcante, disse Bivens.


O fugitivo foi então para a vizinha Phoenixville para entrar em contato com outro conhecido. Essa pessoa também não estava em casa, mas chamou a polícia depois que uma moradora viu o preso fugitivo.


10 de setembro: A polícia estadual só soube dos avistamentos por volta das 12h30 de domingo, dando-lhes a primeira indicação de que Cavalcante havia escapado deles e mudado de aparência.


Além disso, o segundo avistamento naquela noite indicou que ele estava usando um veículo branco, que os investigadores eventualmente identificaram como a van Ford Transit 2020 roubada da fazenda leitera.


Eles localizaram a van roubada mais tarde em um campo naquela manhã, por volta das 10h40, abandonada atrás de um celeiro em East Nantmeal Township, um pouco a oeste dos avistamentos na noite anterior.


A busca então mudou para esta área, na parte norte do condado de Chester.


11 de setembro: A próxima localização ocorreu em South Coventry Township, no condado de Chester, na segunda-feira, quando um motorista disse à polícia que viu um homem agachado em uma floresta na Fairview Road, disse Bivens. Ela voltou, mas o homem havia sumido.


Então, a polícia recebeu outra ligação de um residente em Coventry Road, disse Bivens, relatando que um homem hispânico baixo que não usava camisa entrou em sua garagem enquanto o residente estava lá dentro e roubou um rifle calibre 22.


O morador sacou uma pistola e disparou contra o homem que fugia. O moletom de Cavalcante foi encontrado próximo à beira da calçada.


13 de setembro: Um agente da lei próximo à investigação disse que Cavalcante está agora sob custódia. A polícia realizará uma entrevista coletiva às 9h30, horário do leste dos EUA.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br


1 visualização

Comments


bottom of page