top of page

Tempestade Idalia vira furacão e segue em direção à Flórida

Autoridades esperam que furacão atinja os EUA na quarta; Medidas como evacuação de áreas, fechamento de escolas e aeroportos foram tomadas pelas autoridades locais


Espera-se que o furacão Idalia se intensifique consideravelmente à medida que se dirige à Flórida, onde as autoridades ordenaram às pessoas que evacuassem suas casas, fechando escolas e aeroporto antes da chegada do furacão ao longo da Costa do Golfo, prevista para esta quarta-feira (30).

Com ventos fortes e tempestades que representam risco à vida, o furacão deverá atingir uma força de categoria 3, e milhões de pessoas estão sob alerta de tempestade, já que o furacão Idalia pode quebrar o recorde como o primeiro grande furacão em pelo menos 172 anos a atingir a Baía de Apalachee, de acordo com o Centro Nacional de Furacões e seu escritório em Tallahassee.

A Guarda Nacional está de plantão e as evacuações estão em andamento, pois a tempestade pode causar um golpe devastador em partes da Costa do Golfo na Flórida. Espera-se que chegue ao norte de Tampa, na região de Big Bend, na Flórida – mas uma pequena mudança na rota poderia colocar o centro populacional vulnerável em maior risco.

As equipes urbanas de busca e resgate estão de prontidão na Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA), enquanto o Corpo de Engenheiros do Exército está pronto para apoiar missões de geração de energia, disse a administradora da FEMA, Deanne Criswell, ao “CNN This Morning” nesta terça-feira (29).

Cuidado com o risco de inundação e preste atenção às ordens de evacuação, disse ela aos que estavam no caminho.

“O assassino número 1 em todas essas tempestades é a água, seja a tempestade que ocorrerá na costa ou as chuvas excessivas que podem ocorrer no interior e que causam inundações repentinas nas partes urbanas”, disse ela.

A onda de tempestade – quando os ventos empurram a água do oceano para a costa – pode forçar a água a subir até 3,6 metros em partes do norte da Flórida, com “as águas mais profundas ao longo da costa em áreas de ventos terrestres, onde a onda será acompanhada por ondas grandes e perigosas”, alertou o centro de furacões.

À medida que a tempestade chega à Flórida, os preparativos podem ser vistos em todo o estado.

  • Aeroportos fechados: O Aeroporto Internacional de Tampa suspenderá todas as operações comerciais a partir de terça-feira (29) e permanecerá fechado até que possa avaliar quaisquer danos no final da semana, anunciaram as autoridades do aeroporto. O edifício do Terminal do Aeroporto Internacional St. Pete-Clearwater fechará na tarde de terça-feira.

  • Evacuações em pelo menos 22 condados: Baker, Citrus, Dixie, Franklin, Gilchrist, Gulf, Hernando, Hillsborough, Jefferson, Lafayette, Levy, Madison, Manatee, Marion, Pasco, Pinellas, Sarasota, Suwannee, Taylor, Union, Volusia e todos os condados de Wakulla emitiram ordens de evacuação, algumas obrigatórias.

  • Escolas fechadas: 32 distritos escolares de condados fecharam, assim como faculdades e universidades, incluindo a Florida State University, a University of Florida e a Florida A&M University.

  • Emergências declaradas: DeSantis expandiu uma declaração de emergência para 46 dos 67 condados da Flórida na manhã de segunda-feira. Várias jurisdições locais também declararam emergências.

  • Guarda Nacional da Florida foi ativada: Mais de 5.000 membros da Guarda Nacional foram ativados para ajudar em caso de tempestade.

  • Navios da Marinha dos EUA começam a partir: Os navios da Marinha começaram a deixar a Flórida antes do desembarque de Idalia, informou a Marinha na segunda-feira.

  • Prevê-se quedas de energia: DeSantis disse aos residentes para se prepararem para ficarem sem energia. “Se você estiver no caminho da tempestade, deverá esperar quedas de energia, então, por favor, prepare-se para isso”, disse o governador aos residentes no domingo.

  • Suspensão de serviços do sistema hospitalar: Os pacientes serão transferidos de pelo menos três hospitais: HCA Florida Pasadena Hospital, HCA Florida Trinity West Hospital e HCA Florida West Tampa Hospital.

“Queremos que todos levem esta tempestade a sério”, disse Barbara Tripp, Chefe de Resgate de Incêndios de Tampa, durante uma entrevista coletiva, acrescentando que os residentes também devem limpar os detritos das propriedades e procurar vizinhos que possam precisar de ajuda.

“Quando o vento atingir certos quilômetros por hora, o Tampa Fire Rescue não será capaz de responder”, alertou Tripp.

Com a previsão de que a tempestade se fortalecerá rapidamente à medida que atravessa o Golfo do México, ela atingirá algumas das águas mais quentes do planeta antes de atingir a Flórida.

Se assim for, juntará a uma lista crescente de tempestades devastadoras, como o monstruoso furacão Ian – que arrasou a costa da Flórida e deixou mais de 100 mortos –, que se intensificaram rapidamente antes de atingir terra firme nos últimos anos.

Idalia representa um “risco notável” deste fenômeno, alertou o Centro Nacional de Furacões na segunda-feira, enquanto atravessa o Golfo do México.

As temperaturas da água no sul da Flórida subiram para 100 graus Fahrenheit (37,7 ºC) em algumas áreas neste verão, e as temperaturas no Golfo em geral foram recordes, com calor mais do que suficiente para suportar o rápido fortalecimento.


Onda de tempestade será ‘um risco à vida’

Ondas mortais de até 3,6 metros são possíveis em Big Bend, na Flórida, um perigo que só será agravado por ondas alimentadas por ventos com força de furacão, superiores a 160 km/h.

A onda de tempestade é responsável por quase metade de todas as mortes relacionadas a furacões, afirma a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, e é a razão por trás da maioria das evacuações por tempestade.

Cedar Key pode ser isolada pela forte tempestade, disse o vice-diretor do Centro Nacional de Furacões, Jamie Rhome.

“Estou especialmente preocupado com eles”, disse Rhome durante um briefing no Facebook.

“Se você estiver assistindo de Cedar Key, é imperativo que leve isso muito a sério e, se receber ordem de evacuação, preste atenção a essas evacuações imediatamente. A ilha inteira poderia ficar completamente isolada com condições como essa.”

As ordens de evacuação ao longo da costa estão em vigor devido à tempestade projetada, enfatizou Rhome.

Mas não são apenas as zonas costeiras que poderão inundar. As áreas do interior que recebem evacuados poderão sofrer inundações perigosas e fortes chuvas provenientes de Idalia.

Perigos relacionados com fortes chuvas também podem ocorrer a até 160 quilômetros de distância de onde o centro da tempestade se localiza, alertou Andrew Kruczkiewicz, pesquisador sênior da Escola Climática da Universidade de Columbia.

“Isso é algo que vemos cada vez mais e é uma conexão com a mudança climática porque estamos vendo ciclones tropicais e furacões mais úmidos”, disse ele à CNN. “Portanto, precisamos estar mais atentos aos riscos associados à precipitação intensa, principalmente em áreas distantes do litoral.”

Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page