top of page

Setor industrial e de serviços da China voltam a crescer em janeiro, mostra PMI

PMI Composto oficial, que combina indústria e serviços, subiu de 42,6 em dezembro para 52,9

A atividade econômica da China voltou a crescer em janeiro, depois que uma onda de infecções por Covid-19 passou pelo país mais rapidamente do que o esperado após o abandono dos controles contra o vírus.

As encomendas domésticas e o consumo impulsionaram a produção, de acordo com os primeiros dados abrangentes a mostrar a rapidez com que a China está se recuperando de sua onda de Covid pós-reabertura, mas analistas alertaram que a economia enfrenta uma persistente fraqueza na demanda externa.


O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial da indústria subiu para 50,1 em janeiro de 47,0 em dezembro, disse a Agência Nacional de Estatísticas nesta terça-feira (31).

Economistas em uma pesquisa da Reuters haviam previsto que o PMI chegaria a 48,0. Como o resultado ficou acima de 50,0, isso implica crescimento.

Uma recuperação na atividade não-manufatureira foi mais decisiva do que o esperado pelos economistas — mas ajudada por um aumento sazonal nos gastos para o feriado de Ano Novo Lunar. Esse índice, que cobre serviços, saltou para 54,4, de 41,6 em dezembro.

Ambos os índices tinham mostrado anteriormente que a economia estava contraindo desde setembro.

“Os dados do PMI mostraram que a confiança na produção, operação e situação do mercado melhorou significativamente”, escreveu Bruce Pang, economista chefe da Jones Lang Lasalle, em uma nota, destacando o nível do subíndice de novas encomendas de exportação, de apenas 46,1, como motivo de preocupação.

Como as economias estrangeiras enfraqueceram sob a pressão do aumento das taxas de juros, o mesmo aconteceu com a demanda pelas exportações da China, que no mês passado foram 9,9% inferiores às do ano anterior.

A recuperação da atividade em janeiro “é um pouco inesperada, pois todos ainda estão bastante cautelosos”, disse Dan Wang, economista-chefe do Hang Seng Bank China.

“É difícil para o PMI acelerar no mesmo mês do Ano Novo chinês, já que os trabalhadores normalmente têm duas semanas de folga.

“Todos os outros indicadores reais — emprego, estoque e prazos de entrega — pioraram. Os pedidos de exportação caíram, o que significa que os pedidos domésticos devem ter subido muito”, acrescentou ela.

O PMI Composto oficial, que combina indústria e serviços, subiu de 42,6 em dezembro para 52,9.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page