top of page

Saiba o que considerar antes de iniciar medicação para perda de peso

Remédios como semaglutida e tirzepatida, desenvolvidos para tratar diabetes também demonstraram ser eficazes na promoção da perda de peso


À medida que as prescrições de medicamentos populares para perda de peso aumentaram, a classe de medicamentos conhecidos como agonistas do GLP-1 está mudando a maneira como as pessoas pensam sobre como perder peso.


Desenvolvidos inicialmente para tratar diabetes tipo 2, medicamentos como semaglutida e tirzepatida também demonstraram ser eficazes na promoção da perda de peso. A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA aprovou agora ambos os medicamentos para o tratamento de pacientes com obesidade, mesmo que não tenham diabetes.

O que as pessoas devem considerar se quiserem começar a tomar esses medicamentos? Quão eficazes eles são? Quais são alguns dos possíveis efeitos colaterais? Onde as pessoas devem obter os medicamentos – e que locais devem evitar?

Para nos ajudar com essas questões, conversamos com a especialista em bem-estar da CNN, Dra. Leana Wen. Wen é médica emergencista e professora associada clínica da Universidade George Washington. Anteriormente, ela atuou como comissária de saúde de Baltimore.


CNN: O que as pessoas devem considerar ao decidir se devem iniciar estes medicamentos?

Dra. Leana Wen: Vamos começar com os critérios de elegibilidade para esses medicamentos. Tanto a semaglutida quanto a tirzepatida são aprovadas para duas indicações: diabetes tipo 2 e obesidade. Os medicamentos aprovados pelo FDA para uso no diabetes são chamados Ozempic e Mounjaro, que são as marcas de semaglutida e tirzepatida, respectivamente. Os mesmos medicamentos também são aprovados para o tratamento da obesidade sob as marcas Wegovy e Zepbound.


O FDA aprovou Wegovy e Zepbound para perda de peso em duas circunstâncias específicas. Os indivíduos são elegíveis se forem adultos com índice de massa corporal de pelo menos 30, o que é classificado como obesidade. Os adultos também podem qualificar-se se tiverem um IMC igual ou superior a 27, o que os coloca na categoria de excesso de peso, se também tiverem pelo menos uma condição relacionada com o peso, como diabetes, hipertensão ou colesterol elevado. Para Wegovy, pacientes com 12 anos ou mais e IMC no percentual 95 para idade e sexo também são elegíveis.

Quero esclarecer duas coisas aqui. Em primeiro lugar, só porque alguém é elegível não significa que estes medicamentos sejam sempre as opções certas para essa pessoa. São injeções semanais que, dependendo da cobertura do seguro, podem ser bastante caras e, portanto, inacessíveis para muitos. Além disso, algumas pessoas ficariam bem sem medicamentos e poderiam perder peso suficiente com mudanças na dieta e exercícios.

Além disso, esses medicamentos devem ser tomados durante anos, possivelmente por toda a vida. Alguns estudos mostraram que os indivíduos que interrompem os medicamentos recuperam a maior parte da perda de peso. É importante ressaltar que os medicamentos devem ser tomados em conjunto com mudanças no estilo de vida, portanto, não pretendem ser uma “solução rápida” para pessoas que não estão dispostas a melhorar sua dieta e condicionamento físico. Todas essas são considerações que os pacientes precisam discutir com seus médicos ao decidir se devem iniciar os medicamentos.

Em segundo lugar, é importante enfatizar que estes medicamentos se destinam a tratar problemas de saúde. A obesidade é uma condição médica crônica que predispõe o indivíduo a muitos efeitos negativos à saúde, incluindo aumento das taxas de doenças cardiovasculares que culminam em derrames e ataques cardíacos. Pessoas com obesidade também apresentam taxas mais altas de dores nas costas e nas articulações, apneia do sono e depressão. Os medicamentos podem ser de grande ajuda para pacientes com obesidade ou com sobrepeso e já diagnosticados com doenças crônicas relacionadas ao peso. Essas injeções não se destinam a pessoas que desejam perder peso em curto prazo, apenas para fins cosméticos e não médicos.

CNN: Você mencionou Ozempic e Mounjaro. Esses medicamentos também podem ser usados ​​para perda de peso?

Wen: As versões aprovadas pela FDA de semaglutida e tirzepatida para perda de peso são chamadas Wegovy e Zepbound. Tem havido escassez desses medicamentos e os médicos às vezes prescrevem Ozempic no lugar de Wegovy e Mounjaro no lugar de Zepbound.

Esta é uma prática chamada prescrição off-label e é permitida. Se os medicamentos forem prescritos por um médico e abastecidos em uma farmácia legítima, não deve haver preocupação, pois o princípio ativo é o mesmo – são apenas chamados de nomes diferentes.

CNN: Quão eficazes são esses medicamentos na redução de peso?

Wen: Existem evidências robustas a favor da eficácia desses medicamentos. Um estudo seminal sobre semaglutida publicado no The New England Journal of Medicine descobriu que aqueles que tomaram o medicamento perderam em média 14,9% do peso corporal em cerca de um ano. Essa diminuição foi significativamente maior do que a do grupo placebo, que perdeu em média 2,4% no mesmo período.

A perda de peso pode ser ainda maior para a tirzepatida. Um ensaio clínico randomizado, também publicado no The New England Journal of Medicine, descobriu que aqueles que tomaram a dose mais elevada de tirzepatida tiveram uma redução de 21,4% no peso corporal em pouco mais de um ano – uma redução muito maior em comparação com o placebo, de 2,5%.

Uma coisa que quero enfatizar é que todos esses estudos também incluíram mudanças no estilo de vida como parte do regime de tratamento. Os indivíduos que receberam a medicação e o placebo aderiram a uma dieta rigorosa que apresentava um déficit de 500 calorias por dia. Eles também foram solicitados a praticar exercícios físicos por pelo menos 150 minutos por semana e tiveram acesso a um nutricionista ou outro treinador. Isso mostra que esses medicamentos devem ser usados ​​junto com mudanças no estilo de vida, e não no lugar delas.

CNN: Quais são alguns dos possíveis efeitos colaterais?

Wen: Os efeitos colaterais comuns são efeitos gastrointestinais. Isso inclui náuseas, vômitos, diarréia e prisão de ventre. Alguns problemas estomacais mais graves também foram relatados. A FDA disse que está analisando relatos de pessoas que sofreram queda de cabelo e pensamentos suicidas enquanto tomavam os medicamentos, embora uma revisão preliminar dos resultados dos ensaios clínicos não tenha revelado uma associação entre o uso de medicamentos e a tendência suicida.

Os efeitos colaterais de longo prazo não são conhecidos porque se trata de uma terapêutica relativamente nova. Também não se sabe se a eficácia pode acabar diminuindo com o tempo.

CNN: Existem certos medicamentos que impedem você de tomar medicamentos para perder peso ao mesmo tempo?

Wen: Existem alguns medicamentos que podem interagir com a semaglutida e a tirzepatida, incluindo insulinas e medicamentos orais para diabetes. As dosagens desses medicamentos podem precisar ser ajustadas. Há também a questão de saber se os medicamentos podem tornar os contraceptivos orais menos eficazes e podem ser necessárias formas adicionais de contracepção. E esses medicamentos não são recomendados para uso durante a gravidez por falta de dados. Estas são razões adicionais pelas quais é crucial falar com o seu médico para discutir os benefícios e riscos potenciais de iniciar estes medicamentos.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

1 visualização0 comentário

コメント


bottom of page