top of page

Profissões na área do Agronegócio que talvez você não conheça

Tema da série textual sobre profissões da UNIIFF, o setor do Agronegócio ganha notoriedade no Brasil e alguns índices demonstram a ascensão desta área de atuação. De acordo com dados da Secretaria de Comércio de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o agronegócio nacional atingiu a marca de 14,53 bilhões nas exportações referentes ao mês de março de 2022. Comparado com o mês de março de 2021, o indicador deste ano subiu em 29,4%. O agronegócio, setor em crescimento no Brasil, possibilita atuação profissional em áreas como a Veterinária ou Agronomia. Entretanto, as demandas podem estar associadas com outras áreas, por exemplo, tecnologia e design. Outro dado da Secretaria que também chama atenção é o fato das exportações do agronegócio terem representado 50% de todo o valor exportado pelo país em março de 2022. Por isso, a UNIFF veicula nesta quinta-feira (05/05) a matéria sobre Profissões na área do Agronegócio que talvez você não conheça. Mas antes de iniciarmos o texto de hoje, deixamos o convite para o conteúdo da semana passada sobre profissões em alta para quem gosta de Exatas. Agrônomo Lembrado frequentemente pelo trabalho no campo e fazendas, este profissional pode trabalhar diretamente na indústria ou em escritórios. Em seu dia a dia, além de criar e implementar projetos agropecuários, o agrônomo também lidera equipes e analisa dados e estatísticas sobre os campos e os rebanhos para buscar soluções. De acordo com a página da profissão, o agrônomo poderá desempenhar ações de consultoria para trabalhadores e/ou empresas do mercado agropecuário, desempenhar funções na defesa/vigilância sanitária e seu conhecimento acadêmico também pode ser utilizado na gestão da sua propriedade rural. Vale destacar que a área abrange os cursos de Agronomia, Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Por fim, o agrônomo deve se registrar no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do seu estado. Designer de máquinas agrícolas O destaque desta profissão foi feito no estudo “Profissões Emergentes na Era Digital: Oportunidades e desafios na qualificação profissional para uma recuperação verde”. O estudo é de autoria da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Núcleo de Engenharia Organizacional (NEO) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O estudo aponta que este profissional atua em busca de soluções seguindo padrões de sustentabilidade ambiental, econômica e social para as máquinas agrícolas. Além disso, ele deve ter conhecimentos sobre o desenvolvimento de produtos; tecnologias de digitalização; dimensões de sustentabilidade e conhecimento em design. Uma das possibilidades de iniciar sua carreira nesta profissão é o curso de graduação em Design e, posteriormente, realizar uma pós-graduação direcionada às ações do agronegócio/maquinário agrícola.

Engenheiro agrônomo De acordo com a página da profissão, o engenheiro agrônomo realiza o planejamento, organização e manutenção dos processos agrícolas. Ele é responsável pelas técnicas de melhoramento do plantio, combate a pragas, colheita, armazenamento e até a comercialização dos produtos de origem vegetal e animal. Engenheiro de controle e automação É possível relacionar agronegócio com automação? A resposta é sim e a atuação deste profissional pode ser de grande importância em situações como minimizar as perdas e desperdícios da plantação e/ou lavoura. Além disso, o engenheiro de controle e automação poderá encontrar soluções tecnológicas para processos do cotidiano do agronegócio. Ainda sobre o caso das soluções tecnológicas, o engenheiro de controle e automação terá a resposta para a frequência da irrigação e iluminação que foram automatizadas por sua atuação. Além disso, de acordo com a página do curso, o profissional terá acesso aos conhecimentos sobre Eletrônica, Computação e Mecânica durante sua graduação. Consequentemente, as atribuições do profissional poderão ser ainda mais abrangentes na relação tecnologia, automação e agronegócio. Gestor do agronegócio O curso de Gestão do Agronegócio apresenta duas possibilidades ao profissional interessado: graduação ou pós-graduação. Ou seja, a formação acadêmica deste profissional também pode ser consolidada através de uma especialização. O profissional possui conhecimento de questões analíticas (mercado, produção, custos), da execução do planejamento sobre captação de recursos (para, por exemplo, o setor logístico ou de tecnologia), gestão de pessoas e administração de empresas do setor de agronegócio. Além disso, o gestor do agronegócio poderá desempenhar funções em negociações de contratos de commodities desta área e implementar ações de comércio/marketing atreladas ao cenário agrícola. Médico Veterinário O profissional oferece assistência clínica e cirúrgica a animais domésticos e silvestres. Além disso, o médico veterinário está apto ao cuidado da saúde, da alimentação e da reprodução de rebanhos. De acordo com a página do curso, o profissional trabalha em clínicas pet shops, lojas especializadas em produtos para animais e no setor de agronegócio. Há possibilidade de atuação em indústrias de produtos de origem animal, de medicamentos e produtos veterinários. A atuação profissional do médico veterinário também poderá ser observada em fazendas, centro de controle de zoonose, zoológicos, órgãos fiscalizadores, institutos de pesquisa e universidades. Para o exercício da profissão no Brasil, o veterinário deve se inscrever no Conselho Regional de Medicina Veterinária da unidade federativa (UF) onde o profissional exerce suas atividades.

Zootecnista O zootecnista pode trabalhar na produção animal e ter suas atribuições nas áreas comercial, agropecuária, de biotecnologia e de preservação ambiental. O profissional pode trabalhar em empresas do ramo agropecuário, biotecnologia e preservação ambiental. Além disso, o zootecnista também poderá prestar serviços em órgãos municipais, estaduais e federais que gerenciam ou elaboram projetos ligados à produção animal e o setor da agropecuária. Veja também:

0 visualização
bottom of page