top of page

Nos EUA, Campos Neto defende autonomia do BC em meio a críticas do governo Lula

Comentário veio em meio a fortes críticas do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à autonomia da autarquia e ao patamar da taxa de juros

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta terça-feira (7) que a independência do Banco Central é importante, porque desconecta o ciclo da política monetária do ciclo político. O comentário que veio em meio a fortes críticas do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à autonomia da autarquia e ao patamar da taxa de juros.

Em palestra no evento 2023 Milken South Florida Dialogues, em Miami, Campos Neto usou a maior parte de seu discurso para falar sobre temas de inovação digital, mas disse brevemente em resposta a uma pergunta que a independência do BC é “muito importante”, por várias razões diferentes.

“A principal razão no caso da autonomia do Banco Central é que desconecta o ciclo da política monetária do ciclo político, porque eles têm durações diferentes e interesses diferentes. Quanto mais independente você é, mais eficaz você é, menos o país pagará em termos de custo de ineficiência da política monetária”, disse Campos Neto antes de voltar a falar sobre a agenda de inovação da autarquia.



0 visualização
bottom of page