top of page

Nicarágua retira a nacionalidade de 94 cidadãos

Medida ocorre após o governo "expulsar" mais de 200 presos políticos para os Estados Unidos na última semana

O governo da Nicarágua retirou a nacionalidade de 94 cidadãos, de acordo com uma resolução lida por um juiz nicaraguense na quarta-feira (15).

A ordem afeta os nicaraguenses que vivem no exterior, mas também alguns que ainda residem no país.


“Sou nicaraguense pela graça de Deus. Se pensam que vão me fazer cair de joelhos, estão confusos. Viva a Nicarágua!” Alvaro Navarro, um jornalista tirado de sua nacionalidade, escreveu no Twitter.

Enquanto isso, o secretário de Estado adjunto dos EUA, Brian Nichols, escreveu no Twitter que “este ato deplorável representa um passo além da democracia que o povo da Nicarágua merece”.

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos pediu proteção aos afetados pela medida em um tweet.

A medida ocorre depois que o governo “expulsou” mais de 200 presos políticos para os Estados Unidos na semana passada, quase todos eles proeminentes críticos do governo presos na repressão do presidente Daniel Ortega à dissidência nos últimos anos.

Mais tarde, o governo anunciou que planeja retirar a cidadania de todos eles também.

O governo reformulou o Artigo 21 da constituição do país para fazer isso. Segundo os constitucionalistas, a medida precisa receber aprovação de duas legislaturas para ser promulgada, com a próxima começando em 2024.

Ortega descreveu a libertação surpresa dos prisioneiros como um esforço para expulsar criminosos provocadores, enquanto os Estados Unidos a saudaram como um “passo construtivo” para melhorar os direitos humanos. Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

0 visualização
bottom of page