top of page

Nepal proíbe TikTok por perturbar harmonia social do país

Segundo a Reuters, mais de 1.600 casos de crimes cibernéticos relacionados ao TikTok foram registrados nos últimos quatro anos no país

O Nepal decidiu proibir o TikTok porque o popular aplicativo de vídeos curtos estava perturbando as estruturas sociais do país do sul da Ásia, dizem autoridades do governo.

Vários países impuseram restrições ao uso do Tiktok, que pertence à gigante tecnológica chinesa Bytedance e tem mais de um bilhão de usuários ativos mensais, e a Índia o proibiu completamente.


“Considerando como o TikTok está perturbando a nossa harmonia social e o impacto que está tendo nas nossas famílias e estruturas sociais, o gabinete decidiu proibir o TikTok por enquanto”, disse Rekha Sharma, ministra da comunicação e tecnologia da informação do Nepal, em uma coletiva de imprensa na segunda-feira (13).


A CNN tentou contato com o TikTok para comentar.


Na terça-feira (14), o primeiro-ministro nepalês, Pushpa Kamal Dahal, defendeu a decisão em um evento na cidade de Bhaktapur.


“Depois de uma longa discussão sobre como controlar a tendência de espalhar a desarmonia, a desordem e o caos na sociedade… foi alcançado um consenso entre todos os partidos políticos, incluindo tanto o partido no poder como a oposição”, disse ele.


Purushottam Khanal, presidente da Autoridade de Telecomunicações, pediu aos provedores de serviços de internet que cortassem o acesso ao aplicativo, disse a estatal Nepal Television do país em uma reportagem na segunda-feira.


A WorldLink Communications, que se autodenomina o maior fornecedor de serviços de internet do país, cumpriu a ordem e espera-se que outros fornecedores o sigam em breve, acrescentou a reportagem.


A Reuters informou, citando a mídia local, que mais de 1.600 casos de crimes cibernéticos relacionados ao TikTok foram registrados nos últimos quatro anos no Nepal, contribuindo para a “demanda crescente” de controle do aplicativo.


A proibição ocorre mais de três anos depois que a Índia bloqueou o Tiktok e vários outros aplicativos chineses conhecidos, dizendo que representavam uma “ameaça à soberania e à integridade”. Na época, o TikTok tinha cerca de 120 milhões de usuários no país, um dos maiores mercados do aplicativo.


Os Estados Unidos e os seus parceiros da aliança de inteligência Five Eyes – Austrália, Grã-Bretanha, Canadá e Nova Zelândia – impuseram restrições ao uso do TikTok em dispositivos emitidos para funcionários públicos.


Em fevereiro, a Casa Branca disse às agências federais que tinham 30 dias para remover o TikTok de todos os dispositivos do governo. A Austrália anunciou em abril que o aplicativo teria de ser removido dos dispositivos do governo federal.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br




1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page