top of page

Magnata chinês da tecnologia está desaparecido após início de investigação judicial

Chen Shaojie é fundador e CEO da DouYu e seu paradeiro é desconhecido

Chen Shaojie, fundador e CEO da DouYu, uma das maiores plataformas chinesas de difusão de conteúdo ao vivo, está desaparecido há semanas, depois que as autoridades terem aberto uma investigação sobre a divulgação de conteúdos ilegais, informou a imprensa estatal.


O empresário não é visto desde outubro. Especialistas do setor sugeriram que seu desaparecimento pode estar relacionado com suspeitas de que foram feitas apostas durante uma transmissão ao vivo em sua plataforma, noticiou o jornal estatal, The Paper, de Xangai, na segunda-feira.


A DouYu, que tem capital da gigante Tencent, também está listada nos Estados Unidos com uma capitalização de mercado de US$ 268 milhões (R$ 1,3 bilhão na cotação atual).


Quando questionado pela AFP sobre o paradeiro de Chen, um porta-voz da empresa não fez comentários, afirmando apenas que "as atividades comerciais da DouYu continuam normalmente".


O veículo local Cover News, com sede em Chengdu, informou que os funcionários da empresa não sabem o paradeiro de Chen e não conseguiram contatá-lo. As autoridades não divulgaram qualquer informação que indique que Chen tenha sido detido, mas na China há casos de desaparecimento de altos executivos de empresas antes do anúncio de que estão sendo investigados.


As transmissões ao vivo são uma atividade que movimenta milhões na China, gerando enormes receitas, tanto para gigantes do comércio eletrônico quanto para os influenciadores.


O governo tenta combater os conteúdos que classifica como "imorais" e lançou várias investigações contra as principais plataformas de redes sociais, assim como contra perfis conhecidos e com muitos seguidores. As autoridades abriram, em maio, uma investigação sobre a DouYu por acusações de difundir pornografia e outros conteúdos classificados como "vulgares".



0 visualização

Comments


bottom of page