top of page

Lean: conheça a metodologia e seus princípios

Baseada em 5 princípios, metodologia de gestão busca eliminar desperdícios na produção e agregar valor nas entregas ao consumidor final

Lean é o nome de um conceito de gestão, implementado com o objetivo de produzir com máxima eficiência, qualidade e sem desperdícios, atendendo a demanda dos consumidores.


A metodologia pode ser uma forma de ampliar a eficácia operacional e garantir o crescimento sustentável da empresa, bem como agregar valor para o consumidor final.


Segundo o Lean Institute Brasil, a ferramenta deve ser baseada em princípios bem definidos, com foco na criação de valor para os clientes.


O que é a metodologia Lean?

O método Lean é uma filosofia de gestão que busca eliminar os desperdícios e otimizar os processos nas empresas, gerando mais valor para os clientes.


É um sistema de produção enxuta, como indica a própria tradução do termo em inglês “lean manufacturing”.


De acordo com artigo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) o termo apareceu pela primeira vez em um estudo sobre a indústria automobilística desenvolvido por James P. Womack e Daniel T. Jones.


O conceito citado no estudo ganhou destaque com o Sistema Toyota, que surgiu no Japão após a Segunda Guerra Mundial.


Esse movimento estabeleceu a ferramenta de gestão com o objetivo de aumentar a produtividade e a qualidade produtiva na indústria automotiva depois de um período de baixa produtividade e recursos mais escassos.


Hoje, a metodologia vai além do setor industrial e pode ser aplicada em diversos setores e organizações, desde startups até grandes corporações.


Para que ela serve?

O método serve como base para garantir a produção da quantia correta no momento certo, de acordo com a demanda dos consumidores e, com isso, evitar desperdícios.


Segundo artigo publicado pela Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO), o conceito entende como desperdício aquelas atividades que aumentam o custo da cadeia produtiva, mas não agregam valor ao produto final.


A ideia é desenvolver um processo com o uso mínimo de recursos, máxima eficiência e produção apenas do que é necessário para atender a demanda.


Nesse contexto, a metodologia de gestão com foco na produção enxuta busca eliminar ou reduzir essas atividades para alcançar o máximo de produtividade no fluxo de trabalho.


Os 5 princípios da metodologia Lean

Com o objetivo de tornar a produção enxuta enquanto entrega mais valor ao consumidor, a metodologia conta com cinco princípios, de acordo com o artigo publicado pela Associação Brasileira de Engenharia de Produção.


A ideia é que, quando aplicados em conjunto, esses princípios podem facilitar a melhoria contínua dos processos.


Na prática, os princípios podem servir como guia para que as empresas consigam estruturar processos e implementar essa ferramenta de gestão. Confira quais são eles e quais os significados de cada pilar:


Valor

Um dos focos do conceito de produção enxuta é agregar valor ao consumidor, por isso um dos princípios da ferramenta de gestão está relacionado a esse objetivo.


Esse valor é definido pelo cliente. Isso pode abranger qualquer ação, processo ou recurso pelo qual o consumidor esteja disposto a pagar.


Dentro desse contexto, a função da empresa é identificar as necessidades e expectativas do público com o objetivo de atendê-las da melhor maneira possível, bem como de definir um preço competitivo no mercado.


Neste método de gestão, as atividades que não agregam valor são consideradas desperdícios e, portanto, devem ser eliminadas ou otimizadas.


Fluxo de valor

Esse princípio está relacionado a um mapeamento da cadeia produtiva, a fim de verificar as atividades que não agregam valor ao consumidor.


O mapa de fluxo de valor é uma representação visual que facilita a identificação de gargalos, falhas e oportunidades de melhoria nos processos internos da organização.


Na prática, isso contribui para eliminar os desperdícios, aprimorar o fluxo de trabalho e, com isso, tornar a produção industrial mais “enxuta”, principal foco da metodologia.


Fluxo contínuo

Como o significado de Lean revela, a ideia é alcançar um fluxo contínuo capaz de atender as demandas dos consumidores com eficiência, agilidade e sem superprodução.


Para isso, a metodologia busca minimizar interrupções e atrasos nos processos. O objetivo é que, com isso, as organizações possam aumentar a eficiência e garantir a entrega rápida dos produtos.


Produção puxada

Nesse sistema, a produção é baseada na estratégia “puxada”, que tem como guia a demanda do consumidor. A ideia é seguir a necessidade real do público, sem “empurrar” produtos para o mercado.


Esse conceito elimina a necessidade de grandes estoques, assim como evita a superprodução – que, por sua vez, poderia levar ao desperdício.


Perfeição

Outro princípio da metodologia é a melhoria contínua em busca da perfeição, com o objetivo de entregar o máximo valor para o consumidor.


Isso significa que, ao aplicar esse método, as empresas podem assumir um compromisso contínuo com o aperfeiçoamento dos processos para alcançar a excelência.


Os desperdícios da metodologia

Além dos princípios, o conceito de produção enxuta foi desenvolvido com base em sete desperdícios, de acordo com o artigo da UFMG. São eles:

  • desperdício de defeito: acontece quando falhas nos processos levam a problemas de qualidade;

  • desperdício de superprodução: quando a quantidade de produtos produzidos fica acima da demanda dos consumidores;

  • desperdício de transporte: ocorre quando algum transporte, de produtos ou materiais, é realizado sem necessidade;

  • desperdício de movimento: acontece quando algum movimento desnecessário é realizado durante o processo de produção;

  • desperdício de espera: caracterizado pela paralisação de algum recurso, material ou processo devido a um motivo específico;

  • desperdício de estoque: ocorre quando existe um excesso de armazenamento de produtos ou de insumos utilizados no processo produtivo;

  • desperdício de processamento: assim como no desperdício de movimento, esse pode ser identificado quando algum processamento desnecessário é realizado.


Segundo o artigo, um oitavo desperdício foi adicionado à lista com o passar dos anos e o desenvolvimento da ferramenta de gestão: o desperdício de capital humano.

Esse desperdício é caracterizado pela falta de aproveitamento das habilidades dos colaboradores, o que pode acontecer porque os profissionais estão focados em atividades simples e repetitivas, conforme explica o artigo.


Quais são os benefícios da metodologia Lean para as empresas?

Um dos principais benefícios da metodologia é o aumento da produtividade, como mostra estudo prático descrito no artigo da ABEPRO.

Com a aplicação da ferramenta de gestão em uma empresa, foi identificado um aumento de 53% na eficiência da mão de obra durante o processo produtivo.

Outra melhoria observada pelo estudo foi em relação a segurança dos colaboradores. Após a implementação do método, houve uma redução de 97% nos postos de trabalho que apresentavam riscos ergonômicos.

Além desses pontos de melhoria, o conceito de produção enxuta também pode trazer outros benefícios, como:

  • redução de falhas e desperdícios;

  • aumento na qualidade das entregas;

  • ganho de competitividade no mercado;

  • aumento na rentabilidade dos produtos;

  • possibilidade de oferecer preços mais competitivos;

  • melhora na eficiência do fluxo de materiais e de trabalho;

  • melhor aproveitamento de matéria-prima e capital humano.

O foco no consumidor também pode ser outro benefício da metodologia, pois pode contribuir para o customer experience, tornando a experiência com a empresa mais positiva e proporcionando a satisfação do cliente.


Como se aplica o Lean?

A aplicação da metodologia pode ser realizada em qualquer empresa, mas é necessário um planejamento e o comprometimento de toda a equipe envolvida no processo produtivo para uma implementação bem sucedida.

De acordo com o Lean Institute Brasil, isso envolve mudanças no processo de liderança e na forma como se gerencia o time de profissionais atuantes na produção.

Na prática, os princípios servem como guia e podem ser adaptados de acordo com a realidade e as necessidades de cada negócio.

Para isso, uma das primeiras ações pode ser o mapeamento de processos e atividades da organização, com o objetivo de visualizar o cenário atual e identificar pontos de desperdício.

A partir dessa análise, é possível observar fluxos de valores, definir prioridades, melhorias e os passos necessários para alcançar as metas da metodologia.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

0 visualização

Comments


bottom of page