top of page

Golpe na USP: Acusada de desvio de quase R$1 milhão deve voltar aos estudos depois do carnaval

Alicia Muller deve solicitar o reforço da segurança da estudante enquanto ela estiver no campus na universidades

A estudante Alicia Muller, investigada por estelionato pelo desvio de R$927 mil reais da comissão de formatura da 106ª turma da Faculdade de Medicina da USP, vai voltar às aulas após o carnaval.

Ela poderá voltar às aulas e aos estágios ambulatoriais e hospitalares.

Segundo eles, uma reunião foi convocada na Faculdade de Medicina para informar sobre o retorno da colega. Eles também foram avisados que não haverá, no primeiro momento, uma sindicância sobre a conduta da estudante.

Os alunos também acusaram a faculdade de oferecer um atendimento de saúde mental à estudante, o que não teria sido oferecido aos estudantes lesados pelo desvio do dinheiro.

Alicia trancou o curso em janeiro, segundo a defesa, pelo linchamento moral que sofreu em meio às investigações. Preocupada com sua segurança e integridade física, ela pedirá ajuda do corpo docente e da polícia universitária ao retornar aos estudos.

A defesa de Alicia confirmou à CNN que irá solicitar nesta sexta-feira (17) o reforço da segurança da estudante enquanto ela estiver no campus da universidade.

Ela é investigada por estelionato. A Polícia Civil a indiciou por apropriação indébita, mas, o Ministério Público de São Paulo entendeu que o caso seria de estelionato e solicitou o retorno do inquérito à delegacia, pedido que foi acatado pelo juiz do caso.

Os estudantes estão apresentando representações criminais contra Alicia para incrementar o inquérito.

Em nota, a Faculdade de Medicina da USP disse que a decisão de trancar ou destrancar o curso é da estudante. Questionada sobre a reunião e a decisão de não abrir a sindicância, a instituição ainda não deu um retorno.



Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

1 visualização
bottom of page