top of page

Ex-guitarrista do Kiss se irrita com comentário e ameaça expor “podres” da banda caso não receba des

Ace Frehley deu prazo de sete dias para receber desculpas formais por comentário sobre reunião de formação original do grupo


O ex-guitarrista do Kiss, Ace Frehley, deu um ultimato a seus ex-colegas de banda após se irritar com um comentário sarcástico sobre como seria um retorno da formação original do grupo.


Ele afirmou que, caso não receba um pedido formal de desculpas em até sete dias, irá revelar podres do vocalista Paul Stanley e do baixista Gene Simmons.

O conflito começou, no início deste mês, em uma entrevista do Kiss ao programa de rádio do apresentador Howard Stern, quando foram anunciados que os últimos shows da banda – e dessa vez, definitivamente – vão acontecer nos dias 1 e 2 de dezembro no Madison Square Garden, em Nova York, nos EUA.

Durante a conversa, o âncora perguntou por que a banda não tocou na cerimônia em que foram induzidos ao Rock & Roll Hall of Fame, em 2014, e se tinha algo a ver com o fato dos atuais guitarrista e baterista – Tommy Thayer e Eric Singer – não terem sido contemplados pela homenagem.

“A hipocrisia é que não somos uma banda que eles gostam. Eles nos mantiveram fora de propósito por 15 anos. Outras bandas que eles aceitam, eles induzem as mães dos membros, os compositores e todo esse pessoal. Com a gente, foi realmente injusto”, começou a explicar o vocalista.

“Temos muito orgulho dessa formação, que é o KIss, tem sido o Kiss há 20 anos. Não são novatos. Essa é a banda que carregou a bandeira e a levou a outro patamar. Esta é a banda que eu sempre sonhei que seria”, acrescentar.

“Eles estavam exigindo, honestamente, que tocássemos com os dois caras originais – Peter e Ace – e, nesta altura, isso seria degradante para a banda e confundiria as pessoas. Porque se você visse pessoas no palco que parecem o Kiss mas soassem daquele jeito, talvez deveríamos chamar de “Piss” (urina, em tradução literal)”, concluiu Paul.


Reação do guitarrista original

Nesta quarta-feira (29), o guitarrista original do Kiss, Ace Frehley, participou do programa do apresentador Eddie Trunk na rádio americana SiriusXM e espondeu aos comentários em um monólogo ressentido.

“Paul, se você não estiver ouvindo, tenho certeza que um de seus parceiros do grupo Kiss estão. Estou te dizendo que quero um pedido de desculpas formal e uma retratação em até sete dias. Se eu não tiver isso em sete dias, eu vou voltar aqui no show do Eddie Trunk e contar alguns podres sobre Paul e Gene que sempre guardei para mim”, declarou Ace.

“Eu sou o tipo de cara que não fala disso. Eu gosto de falar sobre coisas positivas. Em relação à negatividade, todos nós fizemos coisas que nos arrependemos com o passar dos anos. Eu tenho um manuscrito de 120 páginas que escrevi após terminar meu livro”, completou.

Ele afirmou que esse texto está com seu advogado em um depósito seguro. “Deus me livre que qualquer coisa aconteça comigo. Mas ele foi instruído a divulgá-lo, então eles não podem me intimidar porque eles estariam totalmente ferrados. Suas carreiras arruinadas”, concluiu.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

8 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page