top of page

Equinócio de outono: entenda os significados do fenômeno desta quarta (20)

Estação se estenderá até o dia 20 de junho; saiba mais sobre o momento astronômico

O verão chegou ao fim, abrindo alas para o equinócio de outono. Esse fenômeno marca a transição das estações nos hemisférios norte e sul. Astronomicamente, o outono é uma das quatro estações do ano, marcado por mudanças na posição da Terra em relação ao Sol.

PUBLICIDADE

No hemisfério sul, o outono de 2024 tem início exatamente nesta quarta-feira (20), às 00h06, e se estenderá até o dia 20 de junho. Essa passagem de estações é um reflexo da inclinação axial da Terra em relação ao seu plano orbital.


Durante o período, o dia e a noite têm aproximadamente a mesma duração. Isso ocorre devido aos raios solares que atingem a Terra de forma mais direta sobre a linha do Equador, o que resulta numa distribuição uniforme da luz solar em ambos os hemisférios. Inclusive, a palavra “equinócio” vem do latim “aequinoctium“, cujo significado é “noite igual“.

À CNN, Marco Aurélio de Menezes Franco, professor e doutor do Departamento de Ciências Atmosféricas do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP) explica que, durante o outono, os dias começam a encurtar à medida que uma região específica do planeta afasta-se do Sol.


“No nosso caso, no hemisfério sul, resulta em uma diminuição da luz solar direta e, consequentemente, em temperaturas mais amenas. A transição marca a preparação da natureza para o inverno, com a queda das folhas das árvores e uma paleta de cores características à medida que as plantas se preparam para a estação mais fria”.


Entendendo o fenômeno

Existem dois equinócios anualmente: equinócio de outono, que no hemisfério sul acontece em março, e equinócio de primavera, no hemisfério sul, no mês de setembro.

No hemisfério norte, o cenário é inverso: a primavera inicia em março e, o outono, em setembro. Além das flutuações térmicas típicas, o pesquisador enfatiza que o outono é marcado pelo aumento da frequência dos ventos e diminuição da umidade atmosférica. As manhãs frequentemente apresentam nevoeiros e, em certas ocasiões, podem ocorrer geadas.


Além de marcar a mudança de estação, o momento também tem impactos significativos na natureza e na cultura humana. Em várias regiões ao redor do mundo, o fenômeno frequentemente é celebrado com festividades que marcam a transição entre as estações.

Muitas culturas antigas realizavam rituais e festividades para marcar a transição de estação, associando-a ao ciclo de vida e à renovação. Hoje em dia, essas tradições ainda estão presentes em muitos países, sejam através de festivais de colheita, rituais de gratidão pela natureza ou eventos culturais que celebram a chegada do outono.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page