top of page

Endometriose afeta mais de 7 milhões de brasileiras; conheça os sintomas

A endometriose afeta cerca de 176 milhões de mulheres no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

Somente no Brasil, são mais de 7 milhões de casos.


A campanha nacional “Março Amarelo e Lilás” trabalha pela conscientização sobre a doença e sobre o câncer do colo do útero – ambas que afetam as mulheres.

No Correspondente Médico, a oncologista do Hcor Audrey Tsunoda explicou que a origem da endometriose ainda não foi determinada com precisão.

“Existem células que descamam na menstruação e passam por outros locais, dentro do útero, nas tubas uterinas, ovários, trompas e órgãos ao redor como bexiga e intestino.”

Por esse motivo, a mulher menstrua nesses locais, o que “gera dor e inflamação crônica que pode até resultar em infertilidade.”

A médica reforça que o principal sintoma para a endometriose é a dor intensa durante as menstruações – e que ela pode surgir tanto na adolescência, quanto de forma tardia.

“Em algum momento há modificação no perfil das menstruações e dor muito intensa, com necessidade até de medicação na veia.”

De acordo com Tsunoda, a maioria das pessoas diz que a dor é normal, mas não é: “Não conseguir seguir com atividades não é normal, primeiro sinal de alerta é essa dor.”

Entre os outros sintomas, estão a dor na relação sexual, infertilidade, dificuldade para urinar, sangramento na urina.

O diagnóstico “depende da suspeita” e exige investigação do médico, com “exame ginecológico e outros adicionais, como ultrassonografia com preparo específico e ressonância.”

A especialista afirma que houve avanço no tratamento, com “medicações ou cirurgias.”

Ela também avalia que os médicos especialistas brasileiros são referência mundial sobre o tema.

Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br

0 visualização
bottom of page