top of page

Como conseguir estágio depois dos 50 anos?

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro é de 77 anos. A informação foi divulgada em novembro de 2022.

Em comparação, no ano de 2010, esse valor era de 73,7 anos. Isso mostra uma tendência das pessoas viverem cada vez mais e, geralmente, também trabalharem por mais tempo.

Com isso, encontrar estagiários com mais de 50 anos se torna algo cada vez mais comum. Tanto que diversas empresas têm promovido programas de contratação voltados para o público sênior. “Um ponto relevante ao considerar as oportunidades de vagas de estágio é quebrar o viés de que apenas o público jovem é elegível. O requisito básico é que o candidato tenha vínculo com uma universidade”, afirma a especialista de recursos humanos da Bosch, Graziele Bassi.

Na vida real, há casos parecidos com o da ficção. Robert Hess é a prova disso: ele, com 62 anos, começou um estágio na empresa Unilever.

Robert tinha concluído sua última faculdade no ano de 1988, mas, anos após sair do mercado de trabalho, ele decidiu voltar para o ensino superior. O curso escolhido foi Ciências Contábeis e a oportunidade de estágio surgiu no final de 2019, quando sua filha alertou sobre a vaga.

Daí em diante, tudo aconteceu: Robert passou pelo processo seletivo, composto por três etapas, e foi aprovado. O estagiário permaneceu no cargo por cerca de um ano e quatro meses, que era o tempo de duração do programa.

Apesar de Robert Hess ter conseguido estágio logo na primeira tentativa, esse não é o cenário para todos. Muitas pessoas com mais de 50 anos encontram barreiras na hora de buscar uma vaga de estágio.

A gerente de projetos na Maturi e especialista em Diversidade, Equidade e Inclusão (DE&I), Fabi Granzotti, considera a contratação de estagiários com mais de 50 anos “incipiente”, uma vez que a procura cresce a cada ano.

Mas a especialista destaca que contar com esses profissionais é um ganho para a empresa, pois eles trazem consigo “experiência e bagagem de vida”.

Alguns dos benefícios da intergeracionalidade listados pela Fabi Granzotti são:

  • Aumento do equilíbrio emocional para lidar com os imprevistos;

  • Melhora na comunicação;

  • Potencialização dos aprendizados através de trocas;

  • Enriquecimento dos resultados com novas soluções;

  • Aumento da criatividade.

Robert Hess confirma essas vantagens: “Uma pessoa mais velha tem muito a acrescentar, porque ela já passou por muitas situações que uma pessoa mais nova ainda vai passar”.

Dicas para conseguir um estágio depois dos 50 anos

Conseguir um estágio pode ser bem difícil. Depois dos 50 anos, existem ainda mais desafios na busca por uma vaga. Mas algumas dicas podem ajudar nessa hora. Veja o que dizem os especialistas:

1. Entenda o que é diversidade etária

Entender o que é diversidade etária é muito importante, pois permite que o estudante com mais de 50 anos saiba destacar os diferenciais que a idade pode agregar no desempenho da função na empresa, explica a Graziele Bassi.

2. Continue aprendendo

Quando se fala em “continuar aprendendo” não é somente entender como funcionam as novas tecnologias. Fabi Granzotti destaca que é preciso se atualizar constantemente, prestar atenção nos requisitos de cada vaga de estágio e estudar os processos seletivos.

3. Fique atento às vagas disponíveis

Graziele Bassi, especialista de Recursos Humanos da Bosch, considera importante ficar por dentro das vagas disponíveis no mercado. A dica da profissional é: “ficar antenado com os canais em que são anunciadas as vagas e também com as tecnologias do mercado”.

4. Busque por empresas com iniciativas voltadas para diversidade etária

O CEO & Founder da Maturi, Mórris Litvak, recomenda que o interessado numa vaga de estágio procure por empresas que possuam programas de estágio direcionados para estudantes com mais de 50 anos.

5. Aprenda a ser gerido por pessoas mais jovens

Outra dica importante dada por Mórris Litvak é aprender a ser coordenado por pessoas mais jovens. Isso porque, fazendo estágio com mais de 50 anos, há muitas chances do seu chefe ser mais jovem que você.

Nessa hora, o CEO & Founder da Maturi indica que o profissional tenha “humildade e respeito, mas também se valorize, sabendo do potencial de toda sua experiência”.

6. Continue tentando

Robert Hess, que foi estagiário depois dos 60 anos, aconselha que quem está passando pelo mesmo não desanime e continue tentando, mesmo que receba mais de um “não” como resposta. “Se você voltou a estudar, você já tinha um objetivo, que era aprender e o estágio é uma parte muito importante disso”, afirma Robert.



6 visualizações
bottom of page