top of page

Banco do Brasil e prefeituras de 4 estados foram vítimas de fraude milionária de grupo alvo da PF

São cumpridos 13 mandados de busca e apreensão por desvios fraudulentos de dinheiro de entidades privadas e órgãos de governo

O Banco do Brasil foi alvo de um golpe bancário milionário de um grupo criminoso, que também fez como vítimas prefeituras de quatro estados.

A organização criminosa é alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (16), batizada de Cyber Impetum.


São 13 mandados de busca e apreensão, sendo 7 no Distrito Federal, 3 no Maranhão, 1 no Piauí, 1 em Tocantins e 1 em São Paulo.

Às 7h30, a CNN apurou que um homem foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, em Planaltina (DF).

O grupo de golpistas é suspeito de fraudar mais de R$ 1,9 milhão, em janeiro de 2022, de contas bancárias das prefeituras e do Banco do Brasil.

De acordo com os dados apresentados pelo BB, o grupo criminoso, com uso de engenharia social, realizou acessos e transações fraudulentas, ocasionando prejuízos financeiros aos clientes – pessoas jurídicas, órgãos e entidades governamentais.


O esquema

Após a obtenção dos dados bancários, membro da organização realizou operações pela internet, efetuando transferências eletrônicas para contas bancárias diversas.

Além dos clientes que formalizaram o registro de ocorrência ilícita junto à instituição financeira, também foram identificados acessos, que ocorreram em contas de diversos outros clientes que até o momento não registraram contestações. Tal informação indica que o dinheiro desviado pelos criminosos pode superar o montante identificado até o momento.

São investigados os crimes de organização criminosa, furto qualificado mediante fraude em ambiente cibernético e lavagem de dinheiro.


0 visualização
bottom of page