top of page

Análise de moléculas de açúcar pode auxiliar diagnóstico de câncer no futuro

Estudo analisou dados de cerca de 220 pacientes com 11 tipos diferentes de câncer; objetivo é detectar a doença através da saliva ou do sangue no futuro

Um estudo conduzido pela Universidade de Gotemburgo, na Suécia, mostrou que analisar a estrutura das moléculas de açúcar das células cancerígenas pode ajudar a determinar diferentes tipos de câncer no futuro.

Os pesquisadores identificaram ligações entre a estrutura do glicano presente nas células cancerígenas e o tipo de câncer. Foram analisados dados de cerca de 220 pacientes com 11 tipos de câncer diferentes.


“Ao permitir que o nosso método recentemente desenvolvido, melhorado pela IA, funcionasse através de grandes quantidades de dados, fomos capazes de encontrar estas ligações”, afirma Daniel Bojar, professor associado de bioinformática na Universidade de Gotemburgo e principal autor do estudo.

Os glicanos são uma estrutura de molécula de açúcar ligadas às proteínas das células. É ele que determina a função da proteína e suas alterações estruturais podem indicar inflamação ou doença no corpo.

O método usado pela equipe de Bojar inclui uso de inteligência artificial (IA) para encontrar padrões e corrigir as distorções causadas pela natureza da pesquisa.


“Podemos confiar nos nossos resultados; eles são estatisticamente significativos. Se soubermos o que procuramos, será mais fácil encontrar o resultado correto. Agora vamos pegar esses biomarcadores e desenvolver métodos de teste”, afirma.

O objetivo é detectar o câncer mais cedo e ajudar a aumentar as chances de recuperação. Ele acredita que, dentro de 5 anos, já será possível realizar testes clínicos com amostras de sangue ou saliva humanas.

“Queremos desenvolver um método analítico confiável e rápido para detectar o câncer, e também o tipo de câncer, através de uma amostra de sangue ou saliva”, disse.


Câncer mais pesquisado no Brasil

Dentre os temas ligados ao assunto “câncer”, o primeiro tipo da doença a aparecer nas pesquisas relacionadas é o “câncer de mama”, segundo dados do Google Trends. O período analisado pela CNN foi dos últimos 12 meses.

O tema aparece em 5º lugar entre as principais pesquisas relacionadas. Na sequência, aparecem:


  • “câncer de pele”, em 6º lugar;

  • “câncer de intestino” (também chamado de câncer colorretal), em 8º lugar nas buscas;

  • “câncer de próstata”, em 12º lugar nas buscas;

  • “câncer de útero”, em 14º lugar nas buscas.


Link de referência da matéria: https://www.cnnbrasil.com.br





0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page